logotippo

Faces de Eva. Estudos sobre a Mulher

é um grupo de investigação criado na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Teve como antecedente um projecto de investigação com o mesmo nome, sediado no Instituto Pluridisciplinar de História das Ideias, da mesma Faculdade. O alargamento do núcleo inicial pelo ingresso de novos membros e a sua crescente especialização justificaram a criação de uma estrutura capaz de responder a novos desafios. Nasceu sob o signo da pluridisciplinaridade, promovendo uma total abertura, tanto na admissão de graduadas e de graduados em diversas áreas científicas como na colaboração solicitada a especialistas com várias formações de base. A acepção de que a transversalidade constitui, não apenas um enriquecimento, mas é também elemento fundamental deste campo do saber, mantém-se como matriz identitária do grupo.
As mulheres estiveram sempre presentes na sociedade, de múltiplas formas, embora a memória do seu contributo tenha sido muitas vezes silenciada. Reconhecendo a evolução dos últimos anos, a “questão das mulheres” mantém pertinência e actualidade, mesmo que os contornos com que se apresenta sejam diferentes e, por vezes, mais subtis e de mais difícil percepção.
Os desafios que hoje se colocam ao grupo de investigação Faces de Eva. Estudos sobre a Mulher passam pela identificação de novas áreas de trabalho e pela tentativa de articular com outras pessoas e/ou organizações a procura, a partilha e a divulgação do saber científico.
As iniciativas promovidas pelo grupo de investigação Faces de Eva, são variadas, destacando-se:
– Dicionário no Feminino e Feminae Dicionário Contemporâneo, onde se dão a conhecer mulheres ou organizações de mulheres dos Séculos XIX e XX;
– Mestrado em Estudos sobre as Mulheres. As Mulheres na Sociedade e na Cultura.
– Actividades culturais, sendo de salientar a ocorrência de vários ciclos temáticos e de sessões/debates pontuais relacionadas com áreas de interesse para e sobre as mulheres;
– Colóquios, seminários, jornadas e workshops de carácter científico;
– Cursos Livres: Falar de Mulheres – Da Igualdade à Paridade (2002), História e Historiografia (2003), Género e Memória (2004);
– Escola de Verão, cujas temáticas têm procurado desvendar e reflectir aspectos da história e da actualidade das mulheres;
– Revista Faces de Eva. Estudos sobre a Mulher, de publicação semestral, desde 1999. Cada número evoca, através da capa, uma mulher portuguesa ou estrangeira que, de algum modo, se tenha destacado na época em que viveu. A Revista Faces de Eva. Estudos sobre a Mulher organiza-se em torno de dois núcleos centrais e complementares: um de natureza académico/científica que divulga ensaios ou resultados de pesquisas no âmbito dos estudos sobre as mulheres, feministas ou de género e outro de carácter mais geral que dá a conhecer mulheres em particular ou associações que com elas trabalham.
A Revista Faces de Eva. Estudos sobre a Mulher está indexada em várias bases:

  • SciELO – Scientific Electronic Library Online (www.scielo.org)
  • LATINDEX – Sistema Regional de Informação em Linha para Revistas Científicas da América Latina, Caribe, Espanha e Portugal (www.latindex.org );
  • ERIH PLUS – European Reference Index for Humanities and Social Sciences (www.erihplus.nsd.no);
  • Virtual Library Women’s History (Biblioteca Virtual de História das Mulheres);
  • Qualis/Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior);
  • Integra a Euro Gender Network = European Network for Gender Equality (EIGE – European Institute for Gender Equality);