2015 – Mulheres, criadoras de cultura

2015 - Mulheres criadoras de culturaDatas: 13 a 22 de Julho | Segunda a sexta-feira das 17h00 às 20h00

Docente responsável: Zília Osório de Castro

Professoras: Ana Mota, Catarina Inverno, Cristina L. Duarte, Isabel Henriques de Jesus, Maria do Céu Borrêcho, Natividade Monteiro, Paula Ribeiro Gomes e Rita Mira

 

 

Objectivos

– Dar visibilidade a mulheres que protagoniza(ra)m vanguardas culturais;

– Analisar o papel das mulheres na criação literária, artística e musical;

– Refletir sobre o poder da imprensa, da literatura e da música na construção e alargamento da cidadania;

– Promover a cultura da igualdade de género, através da valorização do discurso e da ação das mulheres;

– Desconstruir estereótipos socialmente construídos sobre as mulheres e os seus campos de intervenção;

– Estimular a articulação entre investigação científica e a inovação nos programas de ensino.

 

O programa deste curso pretende abordar a «invisibilidade» e o «silenciamento» das mulheres ao longo dos séculos, chamando a atenção para uma situação ainda hoje não completamente resolvida. Procurar também o porquê deste estado de coisas que abrange metade ou mais de metade da humanidade, o que colocará a questão nos parâmetros da reflexão académica ou intelectual, sem deixar na sombra as questões essenciais da dignidade dos seres humanos, com especial incidência sobre as mulheres.

O ser humano não é apenas aquele que é na essencialidade da sua natureza, mas também o que se constrói, atualizando as suas potencialidades. Cada um tem de ocupar o espaço que lhe é próprio no todo da humanidade a que pertence. É este que lhe confere identidade, participando num processo em que o individual e o coletivo se dão as mãos. Foi de facto esta potencialidade a ser reconhecida aos homens e negada às mulheres. Isto significava vedar-lhes a condição de seres humanos, impedindo-as de ocupar o espaço a que tinham jus.

Contudo, houve mulheres que romperam o círculo que as rodeava e se afirmaram, por terem tomado consciência das suas potencialidades humanas para conquistarem o espaço até então exclusivo dos seres humanos masculinos. Iniciaram assim uma «revolução cultural» que, exigindo continuidade, envolve as mulheres do século XXI. Como os homens, estas têm também de ser criadoras de cultura, isto é, têm de ocupar o seu espaço de seres humanos no mundo em que vivem.

 

Programa

13/07/2015 – 17h-20h: Apresentação do Curso – Zília Osório de Castro

A acção cultural de D. Maria I – Maria do Céu Borrêcho

 

14/07/2015 – 17h–20h: Alice Moderno, Ana de Castro Osório e Maria Veleda. Pensamento, escrita e cultura feminista – Natividade Monteiro

 

15/07/2015 – 17h-20h: Natália Correia. Uma figura incontornável da nossa memória colectiva – Ana Mota

 

16/07/2015 – 17h-20h: Maria de Lurdes Lima Santos. Uma viagem pela Sociologia da Cultura em Portugal – Cristina L. Duarte

 

17/07/2015 – 17h-20h: Graça Pina de Morais. A representação das Mulheres no livro «Jerónimo e Eulália» – Isabel de Jesus

 

20/07/2015 – 17h-20h: Da ‘Moda e Bordados’ de Maria Lamas à ‘Crónica Feminina’ de Maria Carlota Álvares da Guerra – Catarina Inverno

 

21/07/2015 – 17h-20h: Arte e feminismo na obra de três artistas portuguesas: Ana Vidigal, Ana Vieira e Joana de Vasconcelos – Rita Mira

 

22/07/2015 – 17h-20h: Constança de Capdeville e a vanguarda musical portuguesa – Paula Gomes Ribeiro