Mesa redonda – A amizade de Ana de Castro Osório e Carmen de Burgos

Mesa redonda – A Amizade de Ana de Castro Osório e Carmen de Burgos “Colombine”: uma ponte entre Portugal e Espanha

 Mesa redonda - Ana de Castro Osório e carmen de Burgos

Data: 20 de Novembro de 2008 – 18h

Local: Instituto Cervantes – Lisboa

 

Mesa redonda organizada pelo Instituto Cervantes com a colaboração de Faces de Eva – Centro de Estudos sobre a Mulher (Universidade Nova de Lisboa) em homenagem a duas intelectuais injustamente pouco conhecidas – uma portuguesa e uma espanhola – que foram pioneiras muitos activas e influentes na luta pela igualdade de direitos entre homens e mulheres nos inícios do século XX. Foram grande amigas e, possuidoras de uma vasta cultura, trabalham nos respectivos países pela causa feminista e alcançaram as suas vozes em defesa de toda a classe de causas sociais, desde o jornalismo, o ensaio, as palestras, a política e o ensino.

 

Orador/as

Natividade Monteiro – Professora de História no Instituto Militar dos Pupilos do Exército e membro dos órgãos sociais da Associação de Professores de História (APH). Investigadora do Projecto “Biografias de Mulheres. Século XX”, do Centro de Estudos das Migrações e das Relações Interculturais (CEMRI), Universidade Aberta, e do Projecto “Dicionário no Feminino”, Faces de Eva – Estudos sobre a Mulher, Universidade Nova de Lisboa, ambos financiados pela Fundação para a Ciência e Tecnologia.

 

Zília de Castro Osório – Professora Catedrática Jubilada de História das Ideias na Universidade Nova de Lisboa. Foi responsável por vários projectos e seminários de investigação, cujos resultados se encontram publicados sob os títulos: Lisboa 1821, A cidade e Jubilados políticos, Portugal e os caminhos do mar (séculos XVII e XVIII), Dreyfuss e a responsabilidade intelectual, Piedade popular em Portugal, Diplomatas e diplomacia, Dicionário no Feminino. Presentemente coordena um grupo de investigação na área de estudos sobre as mulheres, tendo iniciado há quatro anos na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da UNL, os estudos sobre as mulheres que congregam mestres, doutorandos e doutorados, empenhados na divulgação de trabalhos que envolvem a história das mulheres nas suas variadas vertentes, através da revista Faces de Eva. Estudos sobre a mulher (título que também identifica o grupo de investigação).

 

António de Castro Osório – Advogado, poeta e ensaísta, foi bastonário da Ordem dos Advogados entre 1984 e 1986. É director do Foro das Letras, revista da Associação Portuguesa de Escritores Juristas. A sua actividade literária iniciou-se em 1954, como colaborador da revista Ateneu, mas é na década de 70 que publica o seu primeiro livro de poesia, A Raiz Afectuosa. Em algumas das suas publicações revelou a cumplicidade da arte poética com a linguagem da pintura na colaboração com nomes como Manuel Cargaleiro ou Júlio Pomar, que ilustraram obras da sua autoria. Tem vasta obra publicada e traduzida, tendo editados em Espanha cinco livros. Publicou um ensaio, «O Amor de Camilo Pessanha», que traça o retrato do grande poeta e de Ana de Castro Osório, a ilustre escritora que lhe publicou a Clepsydra.

 

Concepción Núñez Rey – Catedrática de Língua e Literatura Espanholas no Instituto Santamarca de Madrid, e colaboradora do Departamento de Filologia Espanhola da Faculdade de Ciências da Informação (Universidade Complutense de Madrid). Doutorou-se em Filologia Hispânica com a tese Carmen de Burgos, “Colombine” (1867-1932). Biografia y Obra Literaria (1992), autora sobre a qual tem publicado inúmeros trabalhos. É autora de estudos literários tais como: La Regenta, El primo Basilio e Discurso Vanguardista y estilización del linguaje, bem como dos ensaios Les Femmes moracaines et espagnoles: 1909-1999. Deux espaces et deux temps ou Lo fatal: búsqueda transcendente en la literatura hispano-americana contemporânea. Foi directora da revista cultural Hermes.